Açúcar, adoçantes artificiais, conservantes e cafeína podem contribuir para um comportamento indesejado evidente em crianças com DDA.

Reduzir a quantidade desses tipos de alimentos será benéfico e ajudará na saúde geral, pois eles têm pouco ou nenhum valor nutricional.

Vitaminas

Foi relatado que o uso de vitaminas como B6 aumenta o estado de alerta em crianças que sofrem de DDA, embora nenhum estudo conclusivo tenha sido aceito. O zinco também era uma vitamina popular a ser usada para ajudar a reduzir os efeitos comportamentais da DDA. Atualmente, o uso de multivitaminas para melhorar a dieta é a melhor opção.

Remédios herbais

Deve-se tomar cuidado ao misturar ervas, pois certas doses e combinações podem causar danos. Sugere-se consultar um homeopata para obter conselhos sobre quais ervas usar antes do tratamento. O uso de Pycnogenol, um extrato de casca de pinheiro, é reivindicado para melhorar o tempo de atenção; no entanto, os estudos têm sido inconclusivos. Melhorias na atenção, fluxo sanguíneo no cérebro, retenção cognitiva e alívio do estresse estão disponíveis em certas ervas, como ginkgo, ginseng, brahmi, aveia verde e gotu kola.

Estimulação audiovisual

Foram relatados casos de grande sucesso usando a estimulação de áudio e vídeo. Um processo chamado arrastamento é usado para alterar os padrões das ondas cerebrais. Esse método ainda não é amplamente popular, mas relatou tratamentos bem-sucedidos significativos. É um tratamento barato; no entanto, não é coberto pela maioria das companhias de seguros.

Pesquise todas as opções de tratamento disponíveis para ADD antes de se comprometer com uma. O uso de várias ervas e medicamentos pode ter um efeito negativo; portanto, use com cuidado e sob a supervisão de um médico ou homeopata. Com a crescente frequência de diagnósticos de DDA, encontrar uma cura eficaz é de extrema importância.

Jocross Sulamerica Fortaleza