É aqui que uma lâmpada separada da lâmpada principal fornece a fonte de luz de emergência.

O objetivo aqui é minimizar qualquer possibilidade de falha da lâmpada de
emergência, já que a lâmpada ‘sustentada’ é usada apenas no modo de
emergência. Isso só será relevante em uma luminária de emergência mantida.
É aqui que a energia da bateria para iluminação de emergência está situada em
um ponto central e alimenta todas as luminárias relevantes em caso de falha de
energia, sejam elas mantidas ou não. Todas as luminárias de emergência terão
um indicador LED de carga saudável, que mostra que a bateria está sendo
carregada enquanto há alimentação de rede.
http://www.hidrauaco.com.br/produtos/iluminacao-de-emergencia
Quando a energia falha, o LED
desliga e a lâmpada é iluminada pela bateria. A iluminação de emergência é
projetada para garantir a evacuação segura de um edifício, reduzir o pânico e a
confusão e gerenciar com segurança as tarefas de alto risco no caso de uma
falha de energia elétrica. Como resultado, a iluminação de emergência pode ser
dividida em três seções: rotas de fuga, áreas abertas e tarefas de alto risco. O
design de iluminação nessas áreas específicas especificadas melhora a função e
tem o propósito de guiar, direcionar ou fornecer luz para concluir tarefas
importantes.