O DepEd refuta as afirmações de ‘desistência massiva’ nas escolas devido aos desafios do ensino à distância

MANILA – A Secretaria de Educação negou terça-feira que um número significativo de alunos
tenha abandonado as escolas por conta dos desafios do ensino a distância.
A secretária de Educação, Leonor Briones, disse que pediu aos escritórios regionais do DepEd
para examinar essas alegações, mas nenhum deles relatou que um grande número de alunos
abandonou as escolas.
“Wala pa kami basehan na maka-conclui na mayroong massiva desistências”, disse Briones na
coletiva pública de Laging Handa.
(Não temos base para concluir que há uma grande evasão.)
Briones destacou que o DepEd possui uma política de “facilidade acadêmica” para ajudar a
aliviar o estresse de alunos e professores com a implantação do ensino a distância.
De acordo com a política , as escolas podem “reconsiderar” o tempo alocado para que os
alunos concluam ou enviem suas atividades. Alguns itens em módulos de aprendizagem ou
folhas de atividades também podem ser declarados opcionais.
No mês passado, vários grupos de professores disseram que menos alunos estão participando
do ensino à distância.
Cerca de 25 milhões de alunos matriculados na educação básica este ano, 2 milhões abaixo do
total de matriculados no ano letivo anterior, segundo dados do DepEd.
As aulas presenciais foram proibidas em escolas de todo o país desde o ano passado para
conter a disseminação do COVID-19. Unoeste faculdades ead com polos em dourados